Publicidade
07 out

blog_heloisa, Lifestyle, Moda, Sustentabilidade

Salão de Negócios – Minas Trend Inverno 2018

Durante os dias 3 a 6 de outubro, aconteceu o salão de negócios da 21ª edição do Minas Trend em paralelo aos desfiles das principais marcas presentes no mesmo. Conhecido como um dos principais eventos voltados para negócios de moda no país, o salão reuniu as principais marcas nacionais dispostas em estandes para vendas e negócios destinados à lojistas. Na entrada do salão, foi possível perceber de imediato uma das principais tendências das passarelas refletida nas bolsas da Donna Brasil: muito brilho de pedrarias e bolsas com aspecto geométrico, algo muito visto também em bijuterias ao longo da feira, embora não tanto quanto a edição passada. Apesar de ter ter sido comum a presença de tendências variadas (como não poderia deixar de ser), nenhuma teve tanta aparição como o tropicalismo e suas ramificações, confirmando a força desse estilo para o inverno de 2018. Roupas, sapatos, bolsas, bijuterias e até mesmo o layout de grande parte dos estandes era composta por elementos da fauna e da flora tropical, o que naturalmente se conecta à brasilidade de diversas formas. Marcas de acessórios como Rosana Bernardes, Simone Salles e Heliana Lages foram fortes nesse quesito. Nenhuma, entretanto, foi tão evidente na tendência tropicalista como a Nádia Gimenes, que trouxe fortes elementos selvagens e marinhos desde seus produtos, até no visual de seu espaço na feira. Passando para um viés mais neutro, folhas verdes e rosas nas peças e em composições indicaram que esse recorte virá forte na estação, com uma pegada new romantic elegante. Essas características foram evidenciadas nos estandes e produtos da Nana Kokaev e da Unity Seven. A Unity Seven, aliás, ilustra bem um dos principais setores do salão de negócios do Minas Trend: os vestidos de festa. Os acabamentos manuais e a alta qualidade das peças são características conhecidas das marcas mineiras, justamente pela tradição do trabalho artesanal estar enraizada na história do estado. Outros estandes de destaque foram o espaço lilás da Natália Pessoa e o viés boudoir da Manzan, que integrou seu espaço na feira ao visual original de suas peças apresentadas na passarela do Minas Trend. Em termos de design, um claro exemplo de uma marca atualizada que entende e aposta no poder da narrativa de sua coleção.  Um contra-ponto a ser ressaltado é a abertura do salão de negócios para marcas street wear como Nephew, conhecida por seu público bem jovial. Ressalta-se também a presença de bolsas como as do estande da marca Carlos Penna, de aspectos inovadores, similar ao conceito da marca Diwo, presente no desfiles de abertura e da marca LED. Funcionou como um indicador do crescimento do poder de consumo das novas gerações, que mesmo sutil, revela a necessidade de atenção do mercado para as gerações Y e Z nos próximos anos. Ao fim, têm-se a impressão de que o salão do Minas Trend vai além de seus 15000 visitantes. O enorme espaço da FIEMG em que, inclusive, era possível receber massagens gratuitas, o espaço reservado para a mídia, a bela decoração e [...]
07 out

blog_heloisa, Lifestyle, Moda, Sustentabilidade

Salão de Negócios – Minas Trend Inverno 2018

Durante os dias 3 à 6 de outubro, aconteceu o salão de negócios da 21ª edição do Minas Trend em paralelo aos desfiles das principais marcas presentes. O Minas Trend é conhecido como um dos principais eventos voltados para negócios de moda no país, o salão reuniu as principais marcas nacionais dispostas em estandes para vendas e negócios destinados à lojistas. Na entrada do salão, foi possível perceber de imediato uma das principais tendências das passarelas refletida nas bolsas da Donna Brasil: muito brilho de pedrarias e bolsas com aspecto geométrico, algo muito visto também em bijuterias ao longo da feira, embora não tanto quanto a edição passada. Apesar de ter sido comum a presença de tendências variadas (como não poderia deixar de ser), nenhuma teve tanta aparição como o tropicalismo e suas ramificações, confirmando a força desse estilo para o inverno de 2018. Roupas, sapatos, bolsas, bijuterias e até mesmo o layout de grande parte dos estandes era composta por elementos da fauna e da flora tropical, o que naturalmente se conecta à brasilidade de diversas formas. Marcas de acessórios como Rosana Bernardes, Simone Salles e Heliana Lages foram fortes nesse quesito. Nenhuma, entretanto, foi tão evidente na tendência tropicalista como a Nádia Gimenes, que trouxe fortes elementos selvagens e marinhos desde seus produtos, até no visual do espaço na feira. Passando para um viés mais neutro, folhas verdes e rosas nas peças e em composições indicaram que esse recorte virá forte na estação, com uma pegada new romantic elegante. Essas características foram evidenciadas nos estandes e produtos da Nana Kokaev e da Unity Seven. A Unity Seven, aliás, ilustra bem um dos principais setores do salão de negócios do Minas Trend: os vestidos de festa. Os acabamentos manuais e a alta qualidade das peças são características conhecidas das marcas mineiras, justamente pela tradição do trabalho artesanal estar enraizada na história do estado. Outros estandes de destaque foram o espaço lilás da Natália Pessoa e o viés boudoir da Manzan, que integrou o espaço na feira ao visual original de suas peças apresentadas na passarela do Minas Trend. Em termos de design, um claro exemplo de uma marca atualizada que entende e aposta no poder da narrativa de sua coleção.  Um contra-ponto a ser ressaltado é a abertura do salão de negócios para marcas street wear como Nephew, conhecida por seu público bem jovial. Ressalta-se também a presença de bolsas como as do estande da marca Carlos Penna, de aspectos inovadores, similar ao conceito da marca Diwo, presente no desfiles de abertura e da marca LED. Funcionou como um indicador do crescimento do poder de consumo das novas gerações, que mesmo sutil, revela a necessidade de atenção do mercado para as gerações Y e Z nos próximos anos. Ao fim, têm-se a impressão de que o salão do Minas Trend vai além de seus 15000 visitantes. O enorme espaço da FIEMG em que, inclusive, era possível receber massagens gratuitas, o espaço reservado para a mídia, a bela decoração e [...]
05 out

blog_heloisa, Lifestyle, Moda, Sustentabilidade

Manzan – Inverno 2018 Minas Trend

O último desfile da edição Inverno 2018 do Minas Trend foi marcado pela sensualidade feminina que a Manzan levou para a passarela. Inspirada na silhueta das mulheres e em toques retrô Boudoir dos anos 30 e 40, a marca apresentou peças delicadas minuciosamente trabalhadas em pedraria (cristais aos montes!) da mesma forma que o sportwear. Vestidos longos, em sua maioria. A coleção trouxe looks inusitados que funcionaram em perfeita harmonia: elementos aparentemente contrários mesclados, como a rigidez de um corselet e o conforto dos moletons é o exemplo mais evidente disso. Outra mistura inusitada são as máscaras “sufocantes” que algumas modelos usaram, ornadas de cristais de aspecto delicado.  Além disso, a coleção trouxe renda, tule bordado em diversas cores, sobreposição de peças, transparência, franjas de correntes, plumas e outros elementos românticos de vanguarda. A cartela de cores predominantes foi dada por rosé, cinza mescla, marsala, verde azulado e preto. Texto e Edição: Heloisa Santos/ Gustavo Randazzo Edição das imagens: Érika Silva Fotografia e vídeo: Agência Fotosite
testjir